Operação de Equipamentos Portuários

O curso é destinado a jovens e adultos que desejam atuar no controle operações portuárias na perspectiva da multimodalidade, programando e coordenando embarque, transbordo e desembarque de carga, bem como auxiliando na supervisão de armazenamento, instalações portuárias, retroportuárias e na movimentação e unitização de carga. Antes da sua inscrição, leia atentamente os pré-requisitos de escolaridade e de infraestrutura necessários para fazer o curso desejado: equipamentos, acesso à internet e softwares necessários ao curso, quando for o caso. Examine esses requisitos atentamente, eles são de total responsabilidade do estudante. EAD On-line 50% - Curso com carga horária dividida em duas partes: 50% de aulas on-line com instrutores no horário da turma e 50% de atividades individuais de responsabilidade dos alunos indicadas pelo instrutor, ou seja, os alunos terão 2 horas diárias de aula e deverão dispor de mais 2 horas diárias para estudo individual. Não haverá atividades presenciais.

Saiba mais

Tenho interesse

Pré-requisitos
Escolaridade - Possuir Ensino Médio e/ou Técnico completos. - Atuar na indústria. Idade - Ter no mínimo 18 anos completos. Infraestrutura - Possuir computador ou notebook. - Internet banda larga ou 4G.

Carga Horária
48

Não há Turmas Disponíveis no Momento

Início
31/12/1969

Término
31/12/1969

Valor
0,00

Parcelamento
0 x




 

 

Conteúdo

Fundamentos de Logística
- Histórico;
- Definição;
- Sistemas logísticos;
- Controles;
- Tendências;
- Níveis de serviço;
- Lead time;
Embalagens
Armazenagem
- Equipamentos de movimentação e armazenagem
- Recebimento, conferência e expedição
Transportes
- Modais:rodoviário,aéreo,ferroviário,marítimo,costeiro, fluvial,dutoviário;
- Meios de transporte:adequação à necessidade;
- Logística verde e reversa;
- Operador logístico;
Conceitos básicos
- Significado e importância da logística no transporte e distribuição;
- Tendência da logística;
- Tipos de modais;
- Tipos de equipamentos para armazenagem,
- distribuição e transporte;
- Canais e sistemas de distribuição;
- Sistemas de armazenagem e estoques;
- Ocupações dos espaços,
- Logística portuária;
Histórico dos portos
- Conceitos básicos;
- Características dos terminais portuários;
- Tipos de instalações portuárias;
- Portos públicos e privados;
- Modernização dos portos - Lei 8630;
- Órgão Gestor de Mão de Obra – OGMO;
- Órgãos intervenientes na operação portuária: ANVISA,
- Polícia Federal, Receita Federal, entre outros;
- Órgão reguladores: SEP, ANTAQ, MTIC;
- Principais portos nacionais e internacionais;
- Comparação entre terminais portuários;
Noções básicas sobre navio;
Histórico dos terminais retro portuários
- Conceitos básicos;
- Características dos terminais retro portuários;
- Tipos de instalações retroportuárias;
- Comparação entre terminais retro portuários;
- Noções básicas sobre armazenagem e movimentação;
- Concepção e dimensionamento de terminais retro portuários;
- Planejamento e controle do terminal retro portuário;
- Fluxo de movimentação no terminal retro portuário;
Noções de unitização e dezunitização
- Classificação de cargas e embalagens;
- Tipos de cargas: geral, granel;
- Plano de cargas;
- Planejamento de armazenagem;
- Fluxo de movimentação interna;
- Tipos de embalagens;
- Técnicas de estivagem;
- Perda de estiva;
- Segregação de cargas;
Características do comércio internacional
- Características do comércio brasileiro;
- Aspectos operacionais de comércio internacional;
- Blocos econômicos;
Siscomex
- Tipos de regimes aduaneiros;
- Órgão Reguladores e intervenientes;
- Despacho aduaneiro de exportação;
- Despacho aduaneiro de importação;
Empilhadeira de Minério
- Conceitos de empilhamento;
- Tipos de pilhas aplicadas ao minério de ferro;
- Formação de Pilha x Qualidade do minério;
- Erros nos processos de empilhamento – causas;
- Tipos de empilhadeiras;
Carregador de Navios
- Princípio de funcionamento do equipamento;
- Plano de carga do navio - o que é, para que serve;
- Como evitar erros no carregamento de navios;
- Os principais sinais de comunicação com tripulação de navios;
- Como e quando solicitar o corte de porão;
- Como acompanhar o volume de minério carregado por porão;
- O que é e porque é necessário estivar bem uma carga no porão (distribuir a carga);
- Principais conceitos navais (BB, BE, Adernando, Solecando, Meia nau, trimagem, arqueação);
Recuperadora de minério
- Conceitos de recuperação de pilhas;
- Tipos de recuperação aplicada ao minério de ferro;
- Recuperação de Pilha x Qualidade do minério;
- Erros nos processos de recuperação – causas;
- Tipos de recuperadoras;
- Inspeção sensitiva (como prevenir um entupimento, desalinhamento);
- Principais fornecedores;
- Como o operador pode contribuir para o melhor desempenho;
- Princípio de funcionamento das recuperadoras;
- Como ganhar produtividade na recuperação da pilha;
- A importância do deslocamento durante a recuperação;
- Como fazer uma boa inspeção visual do equipamento;
- Como manter seu equipamento limpo e conservado;
- Como a operação de recuperação influencia na performance do embarque;
- O que a operação de recuperação deve fazer para melhor atender às necessidades do embarque;
- Como, Quando e Porque fazer o corte de porão;
- A importância da regularidade na recuperação das pilhas para o embarque;
- Erros mais comuns nos processos de recuperação.