Jacarepaguá agora tem FabLab, laboratório de rede mundial para inovação no ensino | Cursos SENAI RIO

Blog

Quem se matricular num curso da Firjan SENAI Jacarepaguá, a partir de agora, terá acesso ao FabLab, um laboratório de educação pensado para estimular a inovação através de espaços de fabricação digital e prototipagem. A inauguração foi realizada nesta quarta-feira, 20 de março. Os FabLabs fazem parte de uma rede mundial criada no Center for Bits and Atoms, do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT). 

Líder de Inovação Aberta da Vale, Alexandre Mosquim, visitou pela primeira vez um FabLab e destacou: “Enxergo nesse laboratório um potencial incrível de soluções em inovação, e também um dos principais agentes conectores de todo o ecossistema. Além de atender às demandas da indústria, ele as conecta às startups, aos centros de pesquisa e fomento, e outros, que juntos podem gerar resultados ainda maiores”, disse Mosquim, que ainda relembrou a sua formação em Técnico de Produção Gráfica na Firjan SENAI, em 2003. 

Para ajudar na formação de multiprofissionais para um mercado tão exigente, além de os alunos de qualquer curso da unidade terem acesso ao laboratório, o FabLab também ter cursos específicos, com diferentes pré-requisitos e cargas horárias. Fique de olho na abertura das próximas turmas! 

O laboratório conta com equipamentos de última geração, que focam na construção de conhecimentos por meio de projetos, desenvolvimento da criatividade e estímulo à inovação, aprendizagem em contexto, interdisciplinaridade (alunos de diferentes áreas), trabalho interativo e colaborativo (comunidades de aprendizagem). Destaque para a utilização de ferramentas de projetos, como: Design Thinking, Canvas e PITCH. 

Ex-aluno da Firjan SESI e agora estudante da Firjan SENAI Jacarepaguá, Gustavo Azevedo, 19, comemorou a chegada do FabLab e disse estar motivado a continuar se capacitando. “Quero me especializar em indústria 4.0 e não existe, no estado do Rio, nenhuma outra escola que ofereça uma estrutura como a da Firjan SENAI. Esse laboratório é um investimento grandioso no estudante, rico em projetos e em conhecimento. O FabLab nos abre um leque de oportunidades, nos permite criar e inovar, dá asas à nossa imaginação”, disse o aluno do curso técnico Redes de Computadores. Gustavo e a colega Juliana Marques, inclusive, já estão desenvolvendo dois projetos no espaço. 

“Projeto é o nosso nome”, enfatizou Gabriel Athayde, 17, aluno do mesmo curso. “O FabLab é capaz de despertar o conhecimento algumas vezes adormecido dentro do estudante. Ficamos empolgados com a possibilidade de desenvolver os projetos que quisermos, com peças em tamanho real. Com um aprendizado tão tecnológico e inovador, me sinto preparado para ingressar na indústria. Já consigo prever muitas portas abertas para o mercado de trabalho, com experiências únicas, enriquecedoras e gratificantes”, finalizou.

Além do maquinário de última geração, os alunos têm ainda acesso a um ambiente com centenas de laboratórios interligados ao redor do mundo, que compartilham conhecimento trabalhando em parceria e em tempo real. Eles contam ainda com a sala do Pré-Acelera, que é especialmente projetada para servir como ambiente de coworking destinado a pesquisa e estudos, visando dar vida às ideias dos estudantes, ou seja, transformá-las em projetos capazes de conquistar o mercado. 



Sala de aula e indústria mais próximas

O diretor executivo da Firjan SENAI SESI, Alexandre dos Reis, destacou a importância de investir na capacitação dos alunos dos cursos técnicos, que serão os futuros funcionários das grandes, médias e pequenas indústrias. “A criatividade é um comportamento e a inovação é um processo. Com os FabLabs, pretendemos reduzir a distância entre a indústria e sala de aula, e tornar o ensino mais eficiente. O objetivo da Firjan SENAI é formar e transformar um profissional melhor e mais empreendedor, que consiga ir além do nosso dia a dia. Isso faz toda a diferença”, disse. 

Como proposta pedagógica, os laboratórios com equipamentos de última geração focam na construção de conhecimentos por meio de projetos, desenvolvimento da criatividade e estímulo à inovação, aprendizagem em contexto, interdisciplinaridade (alunos de diferentes áreas), trabalho interativo e colaborativo (comunidades de aprendizagem). Destaque para a utilização de ferramentas de projetos, como: Design Thinking, Canvas e PITCH. 

Presente na inauguração, o secretário de Estado de Educação, Pedro Fernandes, enfatizou que o poder público quer se espelhar em cases de sucesso como a Firjan para melhorar a rede de ensino do Rio de Janeiro. “Estamos em busca de parceiros que agreguem valor como a Firjan SENAI”. 

Pioneirismo nacional             

A Firjan SENAI foi a primeira instituição de educação profissional do Brasil a implantar o FabLab como uma estratégia de educação profissional relacionada aos processos formativos de nível técnico, movimento fundamental que fomenta a educação como base para a criação de uma cultura de inovação, imprescindível para garantir o futuro das empresas do país. 

Dessa forma, a instituição se posiciona mais uma vez, com uma educação profissional de vanguarda, direcionada à formação de profissionais capacitados para uma nova indústria, onde a criatividade e a inovação são fundamentais. Para isso, a instituição, após estudos de diversos modelos implantados pelo mundo, estruturou metodologia própria em alinhamento com as necessidades da Firjan SENAI, e com apoio de profissional do MIT - Massachusetts Institute of Technology estruturou seu primeiro FabLab no Instituto SENAI de Tecnologia Automação e Simulação, inaugurado em outubro de 2014, sendo esse piloto no Rio de Janeiro.

Fotos: Vinícius Magalhães

FabLab em todo o estado

Com o laboratório de Jacarepaguá, a Firjan SENAI passa a contar com nove FabLabs: Campos, Casa Firjan, Duque de Caxias, Itaguaí, Friburgo, Instituto SENAI Automação e Simulação, Niterói e Resende. A ideia é que até 2020 sejam implantados 19 no estado.