Blog


A Eletroshadow, uma caixa de ferramentas automatizada que aponta se alguma peça está fora de seu lugar depois de utilizada na intervenção em motores, desenvolvida por alunos da Firjan SENAI Três Rios, está entre os seis projetos integradores de fim de curso selecionados para a Mostra Nacional INOVA 2023, no segundo semestre deste ano. De janeiro até abril, todos os projetos entram em fase de aceleração, recebendo consultoria para ajudar no aprimoramento.

A proposta partiu de uma demanda do Banco de Testes de aeronaves da GE Aerospace, de Três Rios, que necessita reduzir o tempo de conferência das peças após seu uso. “A empresa fez essa solicitação, pois tem como uns dos pilares a garantia total da qualidade e controle dos seus processos, além de ganhar tempo. Vários grupos de alunos montaram projetos e a equipe Eletroshadow apresentou o melhor de todos”, conta Felipe Cabral, coordenador de Educação Profissional da Firjan SENAI Três Rios.

A conferência através da Eletroshadow leva segundos, ante os 40 minutos, em média, sem o auxílio de um sistema, em uma checagem apenas visual. A Eletroshadow foi desenvolvida com sensores e condutores para rastrear painéis que comportam de 100 a 400 peças.

O checklist manual durante as operações provoca atrasos na produção, explica Carlos Alexandre Batista Alves, instrutor de Eletricidade da Firjan SENAI, que orientou o grupo. “O sistema de supervisão monitora em tempo real se a peça voltou para o quadro, além de registrar cada operador que está trabalhando no motor. A GE Aerospace mostrou interesse na proposta, tendo acompanhado a seleção dos melhores projetos para o desafio proposto”, afirma.

“Estamos falando de peças e arruelas bem pequenas, demandando maior atenção e tempo na conferência e controle preciso dos itens. Com o Eletroshadow, há avisos sonoros e também o registro em tela do que está faltando, em qualquer momento de consulta”, acrescenta Isabelly Cândido Cortês da Silva, aluna de Informática da Firjan SENAI e integrante da equipe.