Alunos da Firjan SENAI Campos participam do projeto Cubes in Space, em parceria com NASA | Cursos SENAI RIO

Blog

As caixinhas medem apenas 4cm x 4cm, mas carregam grandes ideias. Em cada uma delas um experimento diferente idealizado por estudantes de várias partes do mundo. O projeto Cubes in Space tem a chancela da NASA e foi criado em 2013. A ideia é incentivar os alunos a criar experimentos e lançá-los ao espaço, onde estarão expostos a condições diferentes às da terra, como radiação e microgravidade.

Os cubos viajam em um foguete e chegam a uma distância de 120 a 140 km da superfície da terra. Depois os cubos retornam para os estudantes, que podem analisar os efeitos da viagem ao espaço.

O próximo lançamento acontecerá entre os meses de junho e agosto de 2019. Ao todo 80 cubos de diversos países serão lançados, e entre eles, um dos alunos da Firjan SENAI Campos.

Caroline de Sousa, de 19 anos, Kethelin Barreto, 17, e Rogério Raash, 19, alunos do curso de eletricista industrial, estão  empolgados e já começaram a pensar no experimento que enviarão ao espaço. 

“É um privilégio participar deste projeto, uma grande oportunidade de aprendizado”, disse Rogério. 

Além do experimento dos alunos da Firjan SENAI, outros sete, criados por alunos de Campos, também participarão do Cubes in Space 2019 sob a orientação do professor Marcelo Oliveira, coordenador geral do Clube de Astronomia da cidade. São os únicos brasileiros a participar do lançamento. 

“Este é o segundo ano que participamos. Ano passado enviamos sementes e lascas de carne seca para estudar os efeitos da radiação e microgravidade nesses elementos”, afirmou. 

Os alunos já estão trabalhando nos projetos que devem ser enviados para avaliação da NASA até o final de fevereiro. Depois é a hora de colocar a mão na massa e preparar os cubos. O Fablab da Firjan SENAI Campos também dará suporte aos testes preliminares com os experimentos antes do envio. 

O projeto Cubes in Space foi criado em 2013 e já enviou ao espaço cerca de 700 experimentos, de 20.000 estudantes de 63 países.

Fotos: divulgação